Tudo sobre a Torre Eiffel: Historia, altura e curiosidades!

O monumento icônico conhecido como Torre Eiffel está situado em Paris, a capital da França. Sua construção ocorreu entre 1887 e 1889 para a Exposição Universal, realizada em celebração ao centenário da Revolução Francesa. Naquela época, a Torre Eiffel simbolizava a modernidade da indústria francesa e a vanguarda das artes, sendo desenvolvida e concretizada por engenheiros da empresa liderada por Gustave Eiffel.

Veja tambem: Paris, Guia completo da cidade luz atualizado 2024 para sua viagem!

Originalmente, a intenção era desmontar a Torre 20 anos após sua inauguração, mas esse plano não se concretizou. A transformação da Torre Eiffel em um observatório meteorológico significativo e numa torre de transmissão, inicialmente para rádio militar e civil e mais tarde para televisão, garantiu sua permanência. Anualmente, mais de 7 milhões de pessoas visitam a Torre Eiffel, tornando-a o principal ponto turístico na França e um dos monumentos pagos mais visitados globalmente.

Encontre Hoteis perto da Torre Eiffel

 

Tudo sobre a Torre Eiffel: Historia, altura e curiosidades!

Resumo sobre a Torre Eiffel:

A Torre Eiffel emerge como um ícone representativo da cidade de Paris, a capital da França. No período de sua construção, ela encarnou a essência da modernidade e da arte de vanguarda.

Erguida para a Exposição Universal de 1889, a Torre inicialmente estava destinada a ser desmontada duas décadas após sua inauguração. A responsabilidade pelo projeto e construção recaiu sobre a empresa do engenheiro Gustave Eiffel.

A realização de experimentos científicos pelo próprio Gustave Eiffel, aliada à instalação de equipamentos de transmissão de rádio militar e civil, frustrou os planos de remover a Torre Eiffel de Paris. Estrategicamente situada no Campo de Marte, na região central da capital francesa, a torre foi meticulosamente confeccionada em ferro fundido, formando uma estrutura inteiramente vazada composta por mais de 18 mil peças metálicas. Alcançando a altura imponente de 330 metros, a torre é subdividida em três andares.

A facilidade de deslocamento dos visitantes entre os andares é proporcionada por elevadores, e cada nível abriga pelo menos um restaurante, um bar e uma loja de souvenires. Destacando-se como o principal monumento turístico da França, a Torre Eiffel atrai milhões de visitantes de todo o mundo.

Tudo sobre a Torre Eiffel: Historia, altura e curiosidades!

Qual é o significado por trás da Torre Eiffel?

Este monumento tornou-se um símbolo emblemático não apenas da cidade de Paris, mas também da França como um todo. Erguida no final do século XIX, a torre representava não apenas os avanços tecnológicos da indústria francesa da época, mas também personificava a modernidade e a expressão artística de vanguarda.

Ao longo do tempo, a Torre Eiffel incorporou novos elementos e funcionalidades, consolidando seu papel como um ícone da modernização tecnológica e, igualmente, da ciência. Hoje, o monumento é um dos principais destinos turísticos da capital francesa, difundindo-se globalmente como um símbolo cultural.

Características da Torre Eiffel

Quanto às suas características físicas, a Torre Eiffel está situada em uma vasta área verde de Paris conhecida como Campo de Marte, que foi palco de importantes exposições públicas na França durante o século XIX. Centralmente localizada na cidade, próxima ao rio Sena, a torre atinge a altura imponente de 330 metros, sendo a primeira do mundo a superar os 300 metros de altura medida a partir do solo.

Totalmente construída em ferro fundido, apresenta uma estrutura vazada, inovadora para monumentos desse tipo na época de sua construção. A largura total, considerando a base, é de 125 metros, diminuindo à medida que se aproxima do topo. Dividida em três seções, o primeiro andar fica a 57 metros do solo, com uma área de 4415 m². O terceiro e último andar, o topo da torre, é o mais estreito, com apenas 250 m², situado a uma altura de 276 metros. Neste último andar, encontram-se painéis de orientação e uma maquete original da época da construção da Torre Eiffel.

Tudo sobre a Torre Eiffel: Historia, altura e curiosidades!

Foi no cume da Torre Eiffel que o arquiteto Gustave Eiffel escolheu construir um apartamento privado, destinado à realização de experimentos científicos e à recepção de convidados. Embora a visitação ao apartamento original esteja restrita ao público, existe uma réplica notável, adornada com figuras realistas em cera de Eiffel, sua filha e Thomas Edison, o inventor estadunidense que visitou Gustave Eiffel em seu apartamento situado na torre.

Os deslocamentos entre os diferentes patamares podem ser realizados tanto por meio de elevadores quanto pelas escadas. Desde a base até o topo da Torre Eiffel, os visitantes têm a oportunidade de explorar bares, restaurantes e lojas de lembranças em cada andar, conferindo um valor turístico ainda mais significativo a este monumento.

Relevância da Torre Eiffel

Como símbolo de vanguarda e modernidade, a Torre Eiffel assume o posto de principal monumento cultural na França, adquirindo notável importância turística e histórica no país europeu.

Destacando-se como o monumento mais visitado do mundo entre aqueles que requerem ingresso pago, a Torre Eiffel atrai anualmente 7.000.000 de visitantes. A maioria desse contingente é composta por turistas estrangeiros, representando cerca de 75% do total de visitas. Além de ser um ícone parisiense, o monumento desempenha um papel crucial na economia da capital e, por extensão, da França, que figura como um dos destinos turísticos mais procurados globalmente.

No que diz respeito à sua importância cultural para a França, a Torre Eiffel serviu como cenário para inúmeras produções cinematográficas e audiovisuais, frequentemente associadas à ideia de romantismo. Essa representação, mesmo que de forma indireta, atua como um meio de estimular o turismo na capital francesa.

Além disso, como veremos a seguir, a Torre Eiffel e os equipamentos de transmissão de rádio instalados a partir do século XX desempenharam papéis cruciais em momentos históricos na França.

História da Torre Eiffel

A história da Torre Eiffel é intrigante. Inicialmente construída para a Exposição Universal de 1889, realizada no Campo de Marte, em Paris, durante o primeiro centenário da Revolução Francesa, o então responsável pela pasta do Comércio e da Indústria, Édouard Lockroy, lançou um concurso em 1886 para a escolha de um projeto de torre a ser levantada temporariamente para a ocasião.

História da Torre Eiffel

Após um mês e 107 propostas, o projeto selecionado foi elaborado por Maurice Koechlin e Emile Nouguier, engenheiros da empresa do empresário e engenheiro Gustave Eiffel. A ideia havia sido concebida alguns anos antes, baseando-se na experiência dos engenheiros civis em sua profissão e no histórico da empresa com a elaboração de pontes metálicas.

A instalação da imponente torre, totalmente feita em ferro, mesmo que temporária, não foi universalmente aclamada e enfrentou críticas significativas do meio acadêmico e artístico. Apesar disso, a construção da Torre Eiffel seguiu conforme planejado, tendo início em 1887. Sua conclusão e abertura ao público ocorreram dois anos mais tarde, em 1889.

A Torre Eiffel, originalmente destinada a ser desmontada 20 anos após sua abertura, viu seu destino ser transformado pelas intervenções de Gustave Eiffel. O engenheiro promoveu modificações significativas na estrutura e incorporou diversas funcionalidades de grande utilidade para a sociedade francesa, conferindo ao monumento o status de principal símbolo da cidade de Paris.

Dentre essas inovações, destacam-se as observações meteorológicas e astronômicas realizadas no topo da Torre Eiffel, além da instalação de uma antena para transmissões de rádio e comunicações telegráficas. A partir de 1903, a torre tornou-se um ponto crucial para transmissões de rádio militares, desempenhando um papel fundamental na atuação da França durante a Primeira Guerra Mundial. Os anos 1920 marcaram o início de programas de música e jornais, enquanto o período subsequente testemunhou a ascensão da televisão.

Os equipamentos instalados na Torre Eiffel possibilitaram a transmissão, para todo o território francês, da coroação da rainha Elizabeth II do Reino Unido, em 1953. Atualmente, o monumento abriga 120 antenas, por meio das quais são transmitidas 32 estações de rádio e 30 canais de televisão.

Curiosidades sobre a Torre Eiffel

  • Desde a sua inauguração, mais de 300 milhões de pessoas já visitaram a Torre Eiffel.
  • É composta por mais de 18 mil peças de metal e cerca de 2,5 milhões de rebites.
  • Pesa 10.100 quilogramas, dos quais 7300 são apenas da estrutura metálica.
  • Estima-se que o custo de construção da Torre Eiffel foi de 35 milhões de euros atuais, ou mais de 191 milhões de reais.
  • Sua construção direta foi realizada por um total de 150 a 300 trabalhadores, e durou exatamente dois anos, dois meses e cinco dias.
  • Para chegar até o topo por meio das escadas é preciso subir 1665 degraus.
  • A restauração de sua pintura é feita periodicamente, realizada à mão.
  • A torre se balança durante tempestades muito severas, e seu movimento pode ser observado ainda que de maneira sutil.
  • O ferro forjado do qual a torre é feita apresenta sensibilidade às variações de temperatura, o que faz com que as suas dimensões se alterem com a amplitude térmica acentuada pelo processo conhecido como dilatação térmica. Estima-se que a sua altura varie em 15 centímetros em decorrência disso.
  • No primeiro andar da Torre Eiffel estão gravados os nomes de 72 cientistas franceses. A adição foi sugerida pelo próprio Gustave Eiffel como uma maneira de valorizar e homenagear figuras importantes da ciência.

Curiosidades sobre a Torre Eiffel

Ingresso para a Torre Eiffel

Uma das considerações mais cruciais para os visitantes de Paris é a antecipação na compra do ingresso para a Torre Eiffel. Esse planejamento não se limita a algumas horas de antecedência; dependendo da temporada, especialmente nos meses de julho e agosto, é essencial adquirir os ingressos para os mirantes semanas antes da viagem. Se a intenção for alcançar o topo da Torre Eiffel, onde se encontra o mirante mais elevado e os ingressos mais concorridos, a organização deve ser ainda mais meticulosa. Fique atento ao início das vendas, que geralmente se inicia dois meses antes da data desejada, para garantir a disponibilidade de ingressos.

Aqueles que chegam despreparados ou decidem comprar os ingressos de última hora têm a opção de adquirir tíquetes para o mesmo dia, seja online ou na bilheteria. No entanto, essa escolha implica enfrentar uma extensa fila e depender da sorte para garantir que os ingressos não estejam esgotados.

Outra solução é comprar o ingresso com agências de turismos, que costumam ter maior oferta, porém com preços mais elevados.

Existem várias opções de ingresso para a Torre Eiffel, e a escolha dependerá do orçamento de viagem, condição física, disponibilidade e, claro, dos desejos individuais de cada turista. Algumas opções incluem até mesmo uma taça de champanhe! O essencial é não perder a oportunidade de subir em um dos monumentos mais visitados do mundo, seja optando por escadas ou elevador.

De maneira geral, as variações entre as opções de ingresso incluem o tipo de acesso, que pode ser por escadas, elevador ou uma combinação de ambos; o destino final, podendo ser até o segundo andar ou até o topo; e também a faixa etária do visitante, com tarifas mais acessíveis para jovens e crianças.

É crucial observar que o ingresso adquirido não pode ser modificado. Portanto, se você escolher a visita até o segundo andar, não será possível alterar para o topo, da mesma forma que não será permitida a mudança de acesso de escadas para elevador.

Onde comprar o ingresso da Torre Eiffel

O ingresso para a Torre Eiffel pode ser adquirido de diversas maneiras: através do site oficial online, em plataformas parceiras de venda de ingressos ou diretamente na bilheteria física localizada no andar térreo, sendo esta última opção disponível exclusivamente para ingressos no mesmo dia.

Ao realizar a compra online do ingresso, é fundamental preencher os dados com precisão, uma vez que os ingressos não podem ser alterados posteriormente. Recomenda-se guardar o comprovante de compra e o ingresso, que será enviado por e-mail. No dia da visita, é necessário apresentar o ingresso, podendo ser em formato impresso ou na tela do celular, para garantir o acesso ao monumento.

Rolar para cima