Museu d’Orsay: Historia e Curiosidades

O Museu d’Orsay, competindo com o Louvre pelo título de favorito dos turistas em Paris, cativa muitos visitantes com sua estrutura íntima, belo edifício e uma coleção de obras de arte disposta em um ambiente mais fácil de circular. Independentemente de qual museu ocupa a primeira posição em sua lista, ambos são visitas imperdíveis em Paris.

Veja tambem: Paris, Guia completo da cidade luz atualizado 2024 para sua viagem!

Instalado em uma antiga estação de trem à beira do Rio Sena, o Museu d’Orsay apresenta uma impressionante variedade de obras de arte de grande valor cultural, principalmente datadas do período entre 1848 e 1914 na arte ocidental.

Como é o Museu d’Orsay

O percurso pelo museu é intuitivo e fácil, dividido em três andares com diferentes tipos de galerias. A entrada no d’Orsay é marcante, conduzindo os visitantes pelo salão central, que costumava ser a plataforma para os trens da estação antiga. Com esculturas imponentes, um belo relógio e um teto oval, o salão de entrada do Museu d’Orsay encanta à primeira vista.

Roteiros para fazer no Museu d'Orsay

O salão central oferece diversas entradas para galerias menores, dispostas em dois andares. Cada sala abriga obras famosas e artisticamente valiosas. Devido ao tamanho mais compacto, os visitantes têm a sensação de explorar grande parte do acervo durante a visita, proporcionando uma experiência menos intimidadora do que se perder nos amplos corredores do Louvre.

Principais obras de arte do d’Orsay

O Museu d’Orsay abriga principalmente obras dos períodos impressionista e pós-impressionista, destacando-se especialmente no intervalo de 1848 a 1914. Fundado em 1986, grande parte de seu acervo foi doada por instituições renomadas, como o Museu do Louvre, o Museu de Arte Moderna de Paris e o Museu do Jeu de Paume. A coleção do Museu d’Orsay inclui esculturas, pinturas, fotografias, desenhos, gravuras, mobiliário e outras expressões artísticas de renomados artistas mundiais.

Cada passo em uma visita ao d’Orsay revela uma obra de arte impressionante, muitas delas reconhecíveis mesmo por aqueles menos familiarizados com o mundo das artes. Essa característica faz do d’Orsay um local encantador para todos os visitantes.

Ao explorar o museu, os visitantes terão a oportunidade de apreciar algumas das obras mais significativas de artistas como Claude Monet, Pierre-Auguste Renoir, Vincent Van Gogh, Gustave Courbet, Paul Gauguin, Édouard Manet, Eugène Delacroix, Edgar Degas, Camille Pissarro, Paul Cézanne, Henri de Toulouse-Lautrec, entre outros.

Roteiros para fazer no Museu d'Orsay

Confira 20 obras de arte imperdíveis no Museu d’Orsay

  •  O baile no Moulin de la Galette, de Pierre-Auguste Renoir (andar superior, sala 30)
  •  La Balançoire, de Pierre-Auguste Renoir (andar superior, sala 30)
  •  Ninfeias Azuis, de Claude Monet (atualmente fora de exposição)
  •  Almoço na relva, de Claude Monet (andar superior, sala 29)
  •  Coquelicots, de Claude Monet (andar superior, sala 29)
  •  A Noite Estrelada, de Vincent van Gogh (atualmente fora de exposição)
  •  Quarto de Van Gogh em Arles, de Vincent van Gogh (atualmente fora de exposição)
  •  A Sesta, de Vincent van Gogh (andar superior, Galeria Françoise Cachin)
  •  A Igreja de Auvers, de Vincent van Gogh (andar superior, Galeria Françoise Cachin)
  •  Auto-Retrato, de Vincent van Gogh (andar superior, Galeria Françoise Cachin)
  •  A Origem do Mundo, de Gustave Courbet (térreo, sala 6)
  •  Almoço na relva, de Édouard Manet (nível superior, sala 29)
  •  O Balcão, de Édouard Manet (atualmente fora de exposição)
  •  Olympia, de Édouard Manet (térreo, sala 14)
  •  Arranjo em Cinza e Preto nº1, de James McNeill Whistler (térreo, galeria Seine)
  •  O Nascimento de Vênus, de Alexandre Cabanel (térreo, sala 2)
  •  Arearea, de Paul Gauguin (andar superior, Galeria Françoise Cachin)
  •  Os Jogadores de Cartas, de Paul Cézanne (nível superior, sala 35)
  •  O Pensador, escultura de Auguste Rodin
  •  A Porta do Inferno, escultura de Auguste Rodin (nível médio, terraço de Rodin)
  •  A Bailarina de 14 Anos, de Edgar Degas (nível superior, sala 31)

Restaurante e café

O Museu d’Orsay oferece um café e um restaurante, ambos caracterizados por sua beleza que os torna praticamente obras de arte dentro do museu. Independentemente da opção escolhida, é importante estar ciente de que esses espaços são bastante disputados, e filas nos horários de maior movimento são comuns. Para aproveitar ao máximo a experiência, é recomendável chegar cedo ou estar preparado para aguardar com paciência.

Restaurante Museu d’Orsay

Sofisticado e refinado, o Restaurante do Museu d’Orsay é destinado àqueles que buscam uma experiência gastronômica completa. Localizado em um amplo salão luxuoso, envolto por espelhos, esculturas, afrescos e mobiliário clássico, o restaurante oferece um menu que destaca pratos sazonais e requintados, inspirados nas exposições do museu e na tradicional culinária francesa.

Museu d’Orsay: Historia e Curiosidades

Os visitantes têm a opção de escolher pratos individualmente do cardápio ou optar pelo menu do dia (formules déjeuner), que inclui um prato principal, além de entrada ou sobremesa. Apesar do ambiente elegante, os preços não são excessivos, com o menu do dia custando em média 27 €. Para informações detalhadas sobre o cardápio completo e os horários de funcionamento, consulte o site oficial do restaurante.

Café Campana

O Café Campana, projetado pelos brasileiros Humberto Campana e Fernando Campana, é um espaço descontraído, porém igualmente cativante. Situado nos fundos do imponente relógio externo do d’Orsay, o Café Campana encanta com um dos ambientes mais encantadores do museu. Desfrute de uma refeição deliciosa enquanto aprecia a visão do icônico relógio que caracteriza o local.

O menu do café é contemporâneo, oferecendo opções de refeições rápidas e produtos sazonais. Os preços dos pratos variam, desde um croissant com café por 4 € até um menu de hambúrguer, batata e bebida por 13 €.

Confira os 5 hotéis mais reservados por nossos leitores em Paris

  • ibis Styles Paris Meteor Avenue d’Italie
  • citizenM Paris Gare de Lyon
  • Ibis Paris Tour Eiffel Cambronne 15ème
  • Generator Paris
  • ibis Budget Paris La Villette 19ème
Rolar para cima